Provinciality of Ostracoda (Crustacea) in the Northeastern and Eastern Brazilian shelves based on neontological and paleontological analyses

Authors

  • Cláudia Pinto Machado Centro de Ciências Exatas, da Natureza e de Tecnologia, Universidade de Caxias do Sul, Alameda João Dal Sasso, 800,95700-000, Bento Gonçalves, RS, Brasil.
  • João Carlos Coimbra Departamento de Paleontologia e Estratigrafia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Cx.P. 15001, Porto Alegre, 91501-970, RS, Brasil.
  • Cristianini Trescastro Bergue Departamento Interdisciplinar, Campus Litoral Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rodovia RS 030, km 92, Tramandaí, 95590-000, RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.4072/rbp.2020.1.01

Abstract

This study analyzes the geographical distribution of 131 podocopid ostracod species recovered from the Brazilian continental shelf between Cabo de São Roque (lat. 05°30’S) and Cabo Frio (lat. 23oS). This very large area corresponds to the northeastern and eastern Brazilian marine regions. The 104 samples studied were collected in water depths ranging from 12 to 110 m as part of the legs 4 and 7 of the REMAC Project. The cosmopolitan species, as well as those shared with the Caribbean and/or Gulf of Mexico region, represent a small part of the ostracods herein studied and it is assumed that their dispersion was prompted by processes linked to events of relative sea level changes during the Neogene and Quaternary. The fossil record of some species spans to the Neogene, mostly from the Atlantic coast of North and Central America, while one species has Tethyan origin. Three species known from the Neogene of the Caribbean have been recorded as relicts in the study area. From the 131 species herein identified, 36.5% are more widespread in temperate waters south of Cabo Frio town, 46.5% of warm waters north of Cabo Frio town, 4% are present only in the studied area, and 11.5% are rare and probably restricted to the E region. A new province – the Brazilian Province – is herein proposed based on the species occurrence.

Keywords: South Atlantic, biodiversity, Podocopida, neritic zone.

Este trabalho analisa a distribuição geográfica de 131 espécies de ostracodes podocopídeos registradas na plataforma continental brasileira entre o Cabo de São Roque (lat. 05°30’S) e Cabo Frio (lat. 23oS), uma imensa área correspondente às regiões marinhas nordeste e leste. As 104 amostras estudadas foram coletadas em profundidades de 12 a 110 m como parte das expedições números 4 e 7 do Projeto REMAC. As espécies cosmopolitas, assim como as compartilhadas com a região do Caribe e/ou Golfo do México, representam uma pequena parte dos ostracodes aqui analisados, e supõe-se que sua dispersão foi influenciada por processos ligados a eventos de mudanças relativas do nível do mar durante o Neógeno e o Quaternário. O registro fóssil de algumas espécies se estende ao Neógeno, principalmente da costa atlântica das Américas do Norte e Central, enquanto uma espécie tem origem no Mar de Tétis. Três espécies conhecidas do Neógeno do Caribe foram registradas como relictos na área de estudo. Das 131 espécies identificadas, 36,5% são mais amplamente distribuídas nas águas temperadas ao sul da cidade de Cabo Frio, 46,5% ocorrem nas águas quentes ao norte da cidade de Cabo Frio, 4% estão presentes apenas na área estudada e 11,5% são raras e provavelmente restritas para a região leste. Uma nova província, denominada Província Brasileira, é aqui proposta respaldada no padrão de distribuição das espécies.

Palavras-chave: Atlântico Sul, biodiversidade, Podocopida, zona nerítica.

Downloads

Published

2020-07-14

How to Cite

Machado, C. P. ., Coimbra, J. C., & Bergue, C. T. . (2020). Provinciality of Ostracoda (Crustacea) in the Northeastern and Eastern Brazilian shelves based on neontological and paleontological analyses. Revista Brasileira De Paleontologia, 23(1), 3-31. https://doi.org/10.4072/rbp.2020.1.01