Comunicados

Queridos associados,
 

  Após a publicação do artigo "A four-legged snake from the Early Cretaceous of Gondwana" de autoria de David Martill, Helmut Tischlinger e Nicholas Longrich, no volume de 24 de julho de 2015 da revista Science, no qual é descrita a possível serpente fóssil Tetrapodophis amplectus da Formação Crato, Cretáceo inferior da Bacia do Araripe, a Diretoria da SBP encaminhou carta à Science questionado sobre as circunstâncias envolvendo a coleta do fóssil, sua saída do Brasil e depósito em uma coleção privada na Alemanha. Pedindo também que haja uma avaliação mais pormenorizada destes aspectos quando do aceite/publicação de artigos científicos.


  A resposta da Science se encontra em anexo, na qual vemos com esperança predisposição a uma maior restrição na publicação de trabalhos envolvendo fósseis coletados/exportados de forma potencialmente ilegal.


  Por fim, nunca é demais ressaltar a extrema infelicidade de vários comentários do Dr. David Martill desde que na mídia se iniciou discussão sobre a procedência do fóssil de Tetrapodophis amplectus.


  Diretoria SBP

Fale conosco através do formulário de contato em nosso site clicando aqui. © Sociedade Brasileira de Paleontologia. Todos os direitos reservados.
Esmeril Design